Como funciona

Quem Somos

O que é SomosProfessores.org?

A SomosProfessores.org é uma associação sem fins lucrativos comprometida com a melhoria da educação pública no Brasil. Nossa missão é contribuir para a valorização social do professor, através do envolvimento da sociedade nos desafios enfrentados quotidianamente pelos profissionais da educação e do incentivo ao desenvolvimento de práticas educacionais inovadoras. Nossa proposta é encurtar a distância entre as pessoas que querem contribuir para a melhoria do ensino público no Brasil e aquelas que conhecem as reais necessidades de cada sala de aula: os professores.

Como funciona a SomosProfessores.org?

Convidamos os professores da rede pública de ensino para que divulguem seus projetos educacionais, dos mais simples aos mais ousados. Nosso trabalho consiste em ajudar cada professor a elaborar um orçamento em torno de um projeto didático viável, e lutar junto com ele para levantar os recursos necessários para tirá-lo do papel através de nossa própria plataforma de crowdfunding. É importante esclarecer que nós arrecadamos os recursos em dinheiro por meio de doações, e nos responsabilizamos por adquirir e entregar todo o material ao professor participante, deixando-o livre para se preocupar apenas com o mais importante: o aprendizado dos alunos.

Mas a educação não deveria ser responsabilidade do governo?

A SomosProfessores.org acredita que a educação das crianças e jovens é uma responsabilidade coletiva, que pode e deve ser compartilhada por todos. Sobre essa tema, observamos que a nossa Constituição Federal de 1988 prevê, em seu artigo 205, que a educação será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade. O Plano Nacional da Educação, sancionado em maio de 2014, contém disposição semelhante, ao elencar expressamente como estratégia a mobilização das famílias e de setores da sociedade civil com os propósito de que a educação seja assumida como responsabilidade de todos.

No mundo real, essas disposições normativas encontram vasto subsídio: existe hoje em nosso país uma ampla rede de solidariedade formada por pessoas que são apaixonadas por educação e que acreditam que apenas por meio de uma educação pública, gratuita e de qualidade, iremos construir um lugar mais justo para viver. Com essa finalidade, por todo o Brasil organizações da sociedade civil contribuem com professores e escolas para que esses possam oferecer oportunidades educacionais melhores para seus alunos.

A SomosProfessores.org é apenas um elo nessa corrente. Nossa missão é auxiliar diretamente aqueles que são os verdadeiros pontas-de-lança da educação, pois vivem a sala de aula todos os dias e sabem melhor do que ninguém o que os alunos precisam para aprender: os próprios professores.

Vale ressaltar que o nosso site não é apenas um instrumento para fornecer ajuda material. Nós acreditamos que as palavras de incentivo ao trabalho dos professores também têm grande importância, e por isso encorajamos todos a comentar, elogiar ou criticar os projetos que acharem interessantes. São pequenos gestos como uma doação ou uma palavra de encorajamento que podem fazer a diferença para mostrar aos talentosos docentes do nosso país que a sociedade reconhece e valoriza seu trabalho.

Mas não é verdade que já existe dinheiro demais para a educação?

Por um lado, é verdade que o Brasil está próximo do grupo de países ricos quando se analisa o total de gastos públicos em educação proporcionais ao PIB. No relatório "Education at a Glance 2014", da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), pode-se observar que as verbas destinadas ao setor representaram cerca de 6,1% do conjunto de riquezas nacionais, maior que a média dos membros da OCDE, que é de 5,6%.

Entretanto, uma análise mais atenta nos mostra uma outra realidade. Do ensino fundamental ao superior, a média de gasto anual por estudante nos países da OCDE é de U$ 8.952, enquanto no Brasil é de U$ 2.985. A diferença é ainda mais gritante no que diz respeito à prioridade no uso desses recursos: o custo de um estudante universitário no Brasil é 410% maior que o de um estudante da educação básica. Na média dos países da OCDE essa diferença não passa dos 30%.

No que tange a remuneração de professores também temos problemas sérios. Na mesma pesquisa, nota-se que no Brasil um professor iniciante da rede pública, que dá aulas nos primeiros anos do ensino fundamental, ganha em média cerca de US$ 10.375 por ano. A média dos países da OCDE fica em torno de U$ 29.411. No ensino médio, um professor iniciante no Brasil ganha, por ano, US$ 10.375, ficando ainda mais atrás da média da OCDE, de U$ 32.255.

Se esses número nacionais por si só preocupam, uma análise das condições regionais nos mostra um quadro ainda mais desolador.

Apesar de mecanismos com o FUNDEF (1997-2006) e, mais recentemente, o FUNDEB (2007-2020) buscarem assegurar uma paridade de condições entre diferentes municípios do país, o "Anuário Multicidades 2013", encomendado pela Frente Nacional dos Prefeitos, nos revela que os municípios do Nordeste gastam anualmente, em média, R$ 3.567 por aluno, enquanto que no Centro-Oeste e no Sudeste esse valor é de, respectivamente, R$ 5.346 (49% a mais) e R$ 6.640 (86% a mais). É triste constatar, mas infelizmente nem todos os lugares do país possuem os mesmos recursos para oferecer uma educação de qualidade às suas crianças e jovens.

Quem faz a SomosProfessores.org?

Nossa equipe é formada por profissionais de diversas áreas unidos pelo desejo comum de contribuir com a melhoria da educação no país. Partilhamos o ideal de um ensino público com professores valorizados e alunos motivados, em que o ambiente educacional seja um espaço de estímulo à criatividade e ao despertar das potências singulares de cada aluno e aluna. Para conhecer melhor as pessoas que compõem essa equipe, visite a página Nossa Equipe.

Como a SomosProfessores.org se sustenta?

Inicialmente, para sustentar os gastos de operação e manutenção da ONG, contamos apenas com as doações feitas diretamente para a SomosProfessores.org através do site. Em breve, esperamos contar também com recursos advindos de parcerias com instituições que acreditam no potencial dessa ideia.

Como posso ajudar a SomosProfessores.org?

Ao realizar uma doação para qualquer projeto divulgado no site da SomosProfessores.org, você é convidado a fazer uma contribuição direta para a ONG. Por sermos uma associação sem fins lucrativos, sua doação, apesar de ser totalmente opcional, é essencial para darmos continuidade a esse trabalho. Você também pode ajudar a SomosProfessores.org compartilhando projetos e divulgando o site nas redes sociais, na sua escola, trabalho, prédio, comunidade ou outros lugares.

Gostaria de trabalhar, estagiar ou ser voluntário na SomosProfessores.org, como faço?

Envie seu currículo para o contato@somosprofessores.org e nos conte melhor sobre o seu interesse.

Minha organização tem interesse em firmar uma parceria com a SomosProfessores.org, como faço?

Entre em contato conosco através do Seja um parceiro e podemos agendar um encontro para conversar sobre sua proposta.

Como posso conhecer melhor a SomosProfessores.org?

Você pode nos enviar uma mensagem diretamente através do FALE CONOSCO. Se quiser, podemos agendar uma visita onde você vai conhecer nossa equipe e espaço de trabalho. Teremos o maior prazer em recebê-lo(a).

Nossa plataforma

O que é crowdfunding?

A ferramenta virtual conhecida como crowdfunding, ou financiamento coletivo, é a base de nossa organização, pois é através dela que arrecadaremos recursos para custear os projetos submetidos pelos professores. O crowdfunding funciona basicamente como uma “vaquinha” on-line. Qualquer pessoa que acesse o site pode escolher um projeto de seu interesse e uma quantia que deseja doar para possibilitar a sua realização. Quando a soma de várias doações é capaz de financiar uma iniciativa, seja ela grande ou pequena, é o que chamamos de financiamento coletivo. Essa prática, que começou nos Estados Unidos, ganhou o mundo e a cada ano cresce o número de iniciativas financiadas, nas mais diversas áreas. Em 2012 já existiam mais de 530 plataformas de crowdfunding no mundo que, juntas, arrecadaram mais de 2,6 bilhões de dólares.

Quem pode colocar projetos no site?

Aceitamos projetos de qualquer professor das redes públicas de Ensino, seja ela municipal, estadual ou federal. Nosso objetivo é contribuir com a melhoria da educação pública e com a valorização dos profissionais que trabalham em escolas públicas, por isso não aceitamos projetos de escolas particulares.

Existe algum custo para o professor colocar um projeto no site?

Nenhum custo. Qualquer professor das redes públicas de ensino pode propor um projeto sem precisar tirar um centavo do próprio bolso.

Existe algum critério para selecionar os projetos que irão para o site?

A SomosProfessores.org acredita na criatividade e autonomia dos professores, porém sempre com uma grande preocupação com a viabilidade e o potencial pedagógico de cada projeto proposto. Por esse motivo, antes de ser divulgado no site, cada projeto passa por cuidadosa análise de nossa equipe pedagógica. Nessa etapa, nós podemos em contato com o professor para tirar dúvidas, sugerir alterações, acertar os detalhes do orçamento e, se for necessário, entrar em contato com a coordenação pedagógica da escola onde o projeto será realizado. Tudo é feito para assegurar que o projeto tenha condições de sair do papel caso seja financiado, e que o aprendizado dos alunos esteja sempre em primeiro lugar.

Sou professor da rede pública, como faço para propor um projeto?

Nós fizemos o nosso melhor para que o processo de proposição de projetos fosse o mais simples possível, pois sabemos como a vida de professor pode ser movimentada.

O primeiro passo é clicar no link Como propor e responder a um breve questionário que irá nos ajudar a conhecer você melhor, seu local de trabalho e como entrar em contato em caso de dúvidas com você e a com a equipe pedagógica de sua escola.

Em seguida, a proposição do projeto é feita com o mínimo de burocracia, indo diretamente ao que mais interessa ao professor, aos alunos e aos doadores. Pedimos simplesmente que você escreva dois textos, de até 950 caracteres cada,: o primeiro explicando como você vai realizar seu projeto, e o segundo explicando como esse projeto irá impactar positivamente seus alunos.

Por último, você irá adicionar, um por um, todos os recursos que precisa, além de sua força de vontade claro, para tirar seu projeto do papel. Podem ser recursos materiais, como jogos, livros, quadrinhos, brinquedos, filmes, ou outros como ingressos para o cinema, transporte para uma excursão ou a visita de profissionais à escola.

Você também não precisa fazer tudo de uma vez: adicionamos um botão de rascunho para que você possa salvar seu trabalho e continuar no dia seguinte.

Quando tiver tudo pronto, você vai enviar o projeto e aguardar o nosso contato. Vamos finalizar tudo, junto com você, para que o projeto vá ao ar com um belo título, uma imagem bonita e um orçamento detalhado e econômico. Tudo isso é importante para cativar os doadores para que, juntos, consigamos arrecadar o valor necessário para tirar seu projeto do papel e beneficiar dezenas de alunos!

E claro, se você tiver qualquer dificuldade durante esse processo, é só entrar em contato com a nossa Coordenação de Projetos, que está sempre à disposição para tirar dúvidas e ajudar. O email é projetos@somosprofessores.org e os telefones são (81) 9843-6332 (TIM) e (81) 8865-0286 (OI).

Como posso ajudar diretamente um projeto?

Para ajudar um projeto, basta acessar a página PROJETOS e explorar os projetos em fase de arrecadação. Quando decidir qual projeto deseja ajudar, é só clicar em contribuir, definir a quantia que deseja doar e seguir o passo-a-passo.

Você também pode ajudar muito um projeto divulgando-o por email diretamente para seus amigos e familiares. Cada doação conta muito!

Além disso, quando você for compartilhar um projeto nas redes sociais, escreva um pequeno texto explicando porque você acredita naquela ideia, de forma a atrair a atenção das pessoas. Esse apoio é muito importante não apenas para a SomosProfessores.org, mas também para os professores que propõe os projetos e sonham não apenas com os recursos, mas também com o reconhecimento público do seu trabalho.

Existe um valor mínimo que eu possa doar?

Não existe valor mínimo. Aceitamos qualquer doação, seja de R$1,00 ou R$1.000, com a mesma gratidão. O importante é saber que contamos com você em nosso sonho de ajudar a mudar o panorama do Ensino Público no nosso país através de pequenos projetos transformadores.

Posso repassar materiais ao invés de fazer uma doação em dinheiro?

Infelizmente nossa estrutura é limitada e não temos condições de receber, armazenar e enviar materiais usados. Entretanto, conhecemos muitas outras instituições que adorariam receber esse tipo de doação, inclusive escolas públicas. Se você deseja fazer uma doação desse tipo, Fale conosco e tentaremos lhe ajudar a dar destino ao material da melhor forma possível.

Como funciona o sistema de pagamentos? É seguro?

Todas as doações são feitas a partir de um sistema de pagamento chamado MoIP, do grupo iG, que é semelhante ao PayPal, PagSeguro e afins. O MoIP tem se destacado no mercado por ser uma ferramenta segura e fácil de usar, que vem dando uma atenção especial para plataformas de crowdfunding. Além disso, por meio do MoIP, você pode escolher entre doar utilizando cartão de crédito, transferência ou boleto bancário.

Estou tendo problemas com o sistema de pagamentos. Que devo fazer?

Para nós é muito importante que o sistema de pagamentos funcione perfeitamente para todos os nossos doadores. Se você estiver tendo problemas, ou mesmo se apenas gostaria de apontar para nós possíveis falhas no sistema, não hesite em entrar em contato com a gente através do Fale conosco. Prometemos tirar suas dúvidas o mais rápido possível.

Outras pessoas podem ver quando faço uma doação?

Quem decide é você. Antes de concluir sua doação, você será questionado(a) se gostaria que sua doação fosse anônima ou vinculada ao seu perfil no site.

O que acontece se um projeto não for bem sucedido?

Quando o prazo de captação termina, caso o projeto não tenha sido financiado inteiramente, todas as doações são devolvidas integralmente a cada doador(a). Se a doação foi feita por meio de cartão de crédito, o estorno é automático. Se o pagamento foi feito por boleto bancário ou transferência, nós vamos lhe enviar um email com instruções simples sobre como proceder para reaver seu dinheiro. Queremos que você se sinta seguro e saiba que sua doação irá apenas para os projetos que você acredita.

São os próprios professores que fazem os orçamentos dos projetos?

A SomosProfessores.org entende que o processo de orçamento de cada projeto é uma etapa delicada, que exige muito cuidado e atenção. Para cada item orçado é preciso encontrar um balanço entre produtos de qualidade, que não quebrem fácil ou coloquem em risco a saúde das crianças, e preços em conta que viabilizem a compra dos mesmos. Além disso, exigimos nota fiscal de todos os fornecedores, sem exceção. Por esses motivos, os orçamentos são feitos em conjunto entre os próprios professores, que conhecem melhor que ninguém as necessidades dos seus alunos, e a nossa equipe.

É necessário que o professor faça um registro da realização das atividades?

Sim. Essa é a mais importante contrapartida que exigimos de todo professor que efetivamente recebe materiais da SomosProfessores.org. Assim como os doadores, nós também queremos ver o resultado do projetos realizados, e acreditamos que o ensino público só tem a ganhar quando os bons professores divulgam seu trabalho, inspirando seus colegas e a população a acreditar que uma educação de qualidade é possível.

Que acontece se o projeto custar mais barato (ou mais caro) que o valor orçado?

Quando o orçamento de um projeto é concluído, a SomosProfessores.org se compromete com uma cotação inicial, que pode mudar por conta de flutuações no estoque, ou mesmo no câmbio, no caso de produtos importados. As taxas de transação do MoIP, o sistema de processamento de pagamentos que utilizamos, também variam: elas são maiores se o projeto for financiado com muitas doações pequenas, ou menores se o oposto ocorrer. Consideramos também a possibilidade de surgirem promoções, como frete grátis ou queima de estoque, que contribuam para uma redução no custo final dos projetos. Por esses motivos, é inevitável que na hora de fechar as compras dos recursos solicitados pelos professores ocorram pequenas mudanças que podem fazer com que um projeto custe um pouco mais caro ou um pouco mais barato que o previsto. Para lidar com esses empecilhos, nós criamos o Fundo de Projetos , cujo funcionamento explicamos na pergunta seguinte.



“Educação nunca foi despesa. Sempre foi investimento com retorno garantido.”

Arthur Lewis